Obra “Luciano Pavarotti” vence prêmio escultura do Salão de Humor

Luciano Pavarotti, obra premiada de Rosana Amorim
Luciano Pavarotti, obra premiada de Rosana Amorim, no 47º Salão Internacional de Humor de Piracicaba (foto: divulgação)

Com 40% dos votos do júri popular, a obra que representa o tenor Luciano Pavarotti, de Rosana Amorim, foi a vencedora do prêmio Escultura do 47º Salão Internacional de Humor de Piracicaba. A votação aberta ao público ocorreu entre os dias 29 de agosto e 13 de setembro. Esta é a segunda vez que a categoria premia uma artista mulher. Neste ano a mostra é apenas digital e está disponível para visitas online aqui até o dia 29 de setembro.

Veja outras opções de agenda cultural.

Publicidade

Natural de Campinas, Rosana Amorim participa do Salão desde 2016 e, desde então, tem tido obras selecionadas em todas as edições, mas essa é a primeira vez que é premiada em uma categoria. “Estou extremamente feliz e honrada por ter participado, ser selecionada e agora, muito mais realizada”, conta a artista.

Pavarotti (1935 – 2007) foi um cantor italiano reconhecido por popularizar mundialmente a ópera. Amorim diz que decidiu homenageá-lo por ter descendência italiana e, que, o admirou muito. “Ele realmente é uma figura carismática. Uma pessoa que tem um enorme sucesso. É uma homenagem muito válida, merecida e simples, mas que deixa bem claro o potencial da voz que ele tinha”, explica.

Já sobre as características, a escultura foi construída com uma grande boca para passar a sensação dele estar cantando. “Nós olhamos para a escultura e praticamente sentimos a vibração da voz. Não foi tão difícil fazer já que o cantor possui características que facilitam”, ressalta ela.

Nesta edição, as esculturas que concorreriam ao Prêmio Escultura 2020 foram escolhidas pelo Júri Popular. Nas edições anteriores, a categoria distribuía menções honrosas selecionadas pelo Júri de Premiação. A medida necessária, uma vez que o Salão sofreu a perda de patrocinadores devido a pandemia, o que obrigou a organização do evento a alterar em caráter emergencial, algumas regras do Concurso de Humor.

Sobre a artista

Rosana Amorim desde 2016 dedica-se exclusivamente à arte. Atualmente, trabalha com diversas técnicas, como o grafite, lápis de cor, pastel seco e oleoso, tinta acrílica e aquarela, juntamente com Paulo Branco, com quem desenha caricaturas. Além disso, participa de várias exposições no ateliê Lisa França, em Campinas; na exposição “Nair de Teffé, na cidade de Niterói e em eventos humorísticos, no qual inclui o Salão Internacional de Humor de Piracicaba. Ela também trabalha como escultora em argila, concreto celular e papietagem sob a orientação da artista Lisa França.

Deixe um comentário