Casa do Povoador

    Casa do Povoador
    Casa do Povoador resgata as primeiras moradias de Piracicaba

    A Casa do Povoador de Piracicaba é um dos espaços culturais mais piracicabanos de toda a cidade. Localizada na margem esquerda do Rio Piracicaba, é o único remanescente do estilo arquitetônico dos primeiros tempos da vila que se formava no século 19.

    Apenas seu valor histórico já seria um atrativo suficiente para os visitantes. Mas a Casa do Povoador reúne também a beleza natural do Rio Piracicaba e é um local para exposições e atividades culturais. Ali está, por exemplo, algumas obras de Elias dos Bonecos, artista popular da cidade que morreu em 2008.

    Publicidade

    Dada sua importância histórica e cultural, a Casa do Povoador, construída em pau a pique, tem duplo tombamento. O primeiro foi feito pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo) em 1970. O segundo se deu pelo Codepac (Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba) em 2004.

    O visitante pode conhecer a história desta casa e de seu processo de tombamento e recuperação (realizada em 1987) por meio dos documentos e fotografias que estão expostos na casa.

    Na Casa do Povoador está também a Galeria Alberto Thomazi, com salas destinadas a exposições periódicas de diversos artistas.

    Bela paisagem da Casa do Povador

    Há duas maneiras de chegar à Casa do Povoador. “Subindo” o rio, pode-se vir pela calçada da avenida Beira Rio. Descendo, há uma também bela opção por uma pequena trilha margeando o Piracicaba. Em ambos os casos, fazer uma foto é quase que obrigatório.

    Trilha pela margem direita do Rio Piracicaba
    Trilha pela margem direita do Rio Piracicaba (Foto: Wanderley Garcia)

    Do lado de fora da casa são realizadas apresentações culturais, principalmente no mês de agosto, que marcam a riqueza de Piracicaba. Ali também está o Marco do Bicentenário de Piracicaba, de 1º de agosto de 1967, e o Obelisco Júlio Chrisóstomo do Nascimento, fabricante de barcos, timoneiro e esportista Piracicabano.

    Vista do Rio Piracicaba
    Rio Piracicaba visto da Casa do Povoador (Foto: Gloria Cavaggioni)

    Elias dos Bonecos

    Possui ainda, a Galeria Elias dos Bonecos, espaço permanente de exposição dos bonecos do Elias Rocha. Nela, o visitante encontra 17 bonecos originais, criados pelo saudoso folclorista, morto em 2008, a partir de sucata tendo como suporte a madeira. Os bonecos eram afixados em terra, sempre à margem direita do rio Piracicaba, simbolizando assim a luta pela preservação do rio que deu o nome à cidade no discurso competente da própria questão ambiental. Os bonecos foram restaurados pelo artista Everson Bonazzi em 2010, cada boneco possui seu respectivo laudo de restauro.

    Patrimônio histórico de Piracicaba

    Não há uma história certeira sobre a origem da Casa do Povoador. O mais provável é que ela seja um remanescente de meados do século 18, depois que a Freguesia de Santo Antonio foi transferida da margem direita (hoje, a Vila Rezende) para a margem esquerda (Centro). A casa pode ter sido usada como entreposto do comércio de sal que vinha pelo rio.

    Você poderá ouvir que o prédio foi moradia do capitão-povoador Antonio Corrêa Barbosa, responsável, em 1784, pela mudança do povoado do lado direito para a esquerda do rio. Vem daí o nome Casa do Povoador. No entanto, embora seja versão corrente na cidade, não há informações que comprovem isso, ao contrário, esta versão é desmentida pelas pesquisas.

    Há poucos documentos a respeito da propriedade e uso da casa. Alguns apontam que sua proprietária mais antiga foi Joaquina Ferraz de Camargo. Em 1890 ela teria vendido o imóvel para Manoel José Ferreira Júnior. No século 20 serviu de orfanato. Em 1947 foi comprada pela prefeitura.

    Quem foi Antonio Correa Barbosa?

    O Povoador, Cap. Antônio Correa Barbosa. Obra: Archimedes Dutra
    O Povoador, Cap. Antônio Correa Barbosa. Obra: Archimedes Dutra, 1967 óleo sobre a tela. Coleção Museu Prudente de Moraes

    Conhecido como “povoador” de Piracicaba, Antonio Correa Barbosa foi um capitão português. Oficialmente, ele fundou a povoação de Santo Antonio em 1º de agosto de 1767.

    Uma de suas habilidades era a construção de barcos a partir de troncos de árvores. Antonio Correa Barbosa veio com a família para viver próximo ao rio, valendo-se para isso do trabalho de índios e negros escravizados e também brancos pobres.

    Depois da mudança da freguesia para a margem direita do rio, foram consolidados espaços como a rua da Praia (hoje Rua do Porto) e o Largo dos Pescadores.

     

    Serviço

    Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8h às 17h; sábados e domingos das 13h às 17h.
    Telefone: (19) 3434-8605
    Site

    Casa do Povoador
    Av. Beira Rio, s/n - Centro, Piracicaba - SP

    Próximos eventos neste local

  • Nenhum evento nesse local.

  • DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor, digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome